sexta-feira, dezembro 30, 2005

Fim de ano... vamos fazer as contas!!!

Olé, olé, cá estamos nós a chegar ao fim de 2005 e prestes a começar 2006...
O que dizer de 2005!?!
Ora bem, podemos dizer ao estilo Gabriel Alves que foi um ano de 365 dias de 52 semanas nas quais podemos vislumbrar 52 sábados e 52 domingos...
Falando daquilo que me diz respeito, foi mais um ano, mais um tijolo na construção que é a minha vida.
Houve coisas boas e coisas más ( felizmente mais boas que más ) e mais um passo no caminho que definirá o meu rumo final.
A nível profissional, foi um ano bom... foram mais de 100 espectáculos por todo o país, onde pude encontrar muita gente, muitas maneiras de ver o humor, muitas maneiras de rir e de perceber o meu humor.
Muitas vezes é preciso usar o espirito de camaleão e a sensibilidade nos calcanhares para tentar perceber o que aquela plateia, naquele dia, te está a pedir, se o humor mais inteligente, se um humor mais directo e terra a terra, se um humor onde o non sense é rei... temos de estar atentos de nos aperceber quais as ?necessidades humorísticas? do publico presente e dar-lhes o que eles querem... afinal nós estamos ali para eles e por eles.
Ao longo deste ano recebi criticas, elogios, calunias e carinhos... o que responder a todos eles?

? Nem Cristo que foi Cristo, agradou a todos e morreu na cruz?

Nunca ninguém, no mundo inteiro e por melhor que faça a sua arte, a sua profissão, o seu oficio, agradará a todos. E essa é uma das grandes virtudes desta grande massa que somos nós a população humana... somos diferentes, com diferentes gostos e diferentes pontos de vista.
Sou feliz naquilo que faço, pois faço o que gosto e há quem goste do que eu faço. Luto por fazer o melhor possível e ponho-me no lugar de quem está a ver e a ouvir quando estou a escrever... nunca irei agradar a todos, mas enquanto houver quem goste, vou continuar a faze-lo!

Não gosto de polémicas, senão gosto do amarelo, não o uso, mas não critico quem o usa... senão gosto de comer estômago de bode, não o como, mas não o critico quem o faz.
A critica é saudável e bem vinda em sociedades livres... é um dos cernes da comédia!
Mas quando usada como único argumento numa discussão imberbe e sem a ?razão? a acompanhar, tornasse numa arma covarde e fácil de arremessar... falo nisto, só porque depois de ter passado pelo blog do Hugo Sousa, reparo nestes comentários a este post ( Humor em Portugal ).
É triste que num país tão pequeno como o nosso possam existir estas quezílias!!
É triste que num país tão pequeno como o nosso possam existir tão pobres de espirito!!
E pelos comentários escritos, o mais triste ainda, é perceber que quem faz estes comentários é gente que trabalha ou procura trabalhar no mesmo ofício!!

Ainda sobre o humor em Portugal e especificamente sobre o Levanta-te e Ri, um programa que fez agora 3 anos e que continua em frente e a encher salas por todo o país.
O Levanta-te e Ri de há 3 anos atrás era muito diferente de agora ( e podem-no verificar na SIC Comédia e tirar as vossas conclusões ), era na sua maioria constituída por actores, com textos escritos para eles e muitas vezes comprados no estrangeiro. No meio deles começaram a aparecer muitos jovens que agora, 3 anos volvidos, ganharam um espaço no panorama audiovisual português, Marco Horário, Nilton, Aldo Lima, Ricardo Araújo Pereira, Miguel 7 Estacas, Fernando Rocha, Bruno Nogueira, Francisco Menezes, Hugo Sousa, etc
Dizer que agora, que eles aparecem menos no programa, ou por opção, ou por excesso de trabalho, que o programa Levanta-te e Ri está em declínio e que não tem piada... é dizer que não há gente nova que faça humor em Portugal!
É dizer a todos aqueles que tentam, que fazem, que gostariam de fazer e participar, que estudam, que sonham fazer... ?Esqueçam! Desistam! Não há lugar para mais ninguém! Agora já não dá!?

Para mim o Levanta-te e Ri, marcou uma era na TV portuguesa, mostrou e deu a mostrar o trabalho e as ideias de muitos os que passaram por lá...
Para mim o Levanta-te e Ri ainda mostrará e dará a mostrar o trabalho e as ideias a muita gente que ainda não passou por lá e tem talento para por lá passar.

Este post já vai tão grande que acho que já não tenho créditos de mais palavras no blog em 2005, por isso agora só posso escrever em 2006...

Boas festas e boas entradas... até para o ano!!!

3 comentários:

Diogo disse...

És o maior. Não liguem aqueles comentários do tipo do blog do Hugo Sousa porque as pessoas que o fazem não mereçem que os seus coments sejam lidos. Continuem assim porque vocês são uma grande inspiração para quem quer fazer comédia no futuro (como é o meu caso)
Abraço

Paulo Viana disse...

reparei em todos os comentários no blog do hugo sousa que chamaste a atenção, e reparei que entre eles existe 1 meu, ainda que não seja depreciativo. claro que não é bonito de se ver certas coisas, mas a democracia também é isto. eu não sou humorista, apesar de ser uma coisa que gostaria de fazer na vida, mas aprecio muito o trabalho de quem o faz, mesmo que por vezes seja ''algo'' copiado ou encostado a outros trabalhos. sou mesmo da opinião que isso só valoriza o trabalho que outros vão fazendo. claro que tal como tu, o hugo sousa é um excelente stand-up comedian, apenas não é modesto, mas isso é uma qualidade da gente do norte como nós. abraço

Sombra disse...

Um Feliz 2006!